• This article exists in:
  • en
  • pt

Inocência Ernesto Tembe (à esquerda), com o jovem ativista António Carlos (centro) de Maria Eulália Raul Muianga (à direita)

Uma oficina de formação

Uma oficina de formação

Moçambique: Solidariedade Sul-Sul promove habilidades de liderança para mulheres

25.08.2017

Uma iniciativa da IndustriALL reúne 25 mulheres do sindicato afiliado moçambicano, SINTIME, que estão participando em programa de treinamento para líderes apoiado pelo afiliado canadiense Unifor.

O programa de treinamento que ocorre de 2015 a 2017 em Maputo, é realizado pela liderança e formadores de outro afiliado da IndustriALL, a CNM/CUT do Brasil. O programa conta com a solidariedade e a competência da CNM/CUT para formar a SINTIME. Ambos os sindicatos organizam os trabalhadores dos setores metalúrgico e energético na África Subsaariana e na América Latina respetivamente.

Tópicos importantes abordados nos módulos de treinamento abrangem o papel das mulheres na vida política em Moçambique e a nível global, as mulheres no movimento sindical, no mercado laboral e nas negociações coletivas, higiene e segurança das mulheres no local de trabalho bem como direitos humanos fundamentais e sindicais. Participantes aprendem a partilhar as suas experiências e investir confiança mútua no sentido de crescer juntamente com o sindicato.

Sob a liderança de Marli Melo do Nascimento, a Secretária Nacional das Mulheres da CNM/CUT, e em estreita cooperação com o responsável por projetos na Sede da IndustriALL, dois dos três módulos participativos de treinamento são concebidos e realizados anualmente, em Maputo, por uma equipe de dirigentes e educadores sindicais experientes. As líderes brasileiras oriundas de diferentes setores industriais apresentam exemplos das necessidades e demandas das mulheres e como a liderança feminina foi implementada pelos seus sindicatos, ilustrando a importância deste processo para os sindicatos de Moçambique. Ressaltam a luta conjunta da classe trabalhadora contra o capital global e a importância de construir uma forte liderança de mulheres a nível local, nacional e global.

Inocência Ernesto Tembe, coordenadora do Comité Nacional das Mulheres da SINTIME (Comutra) disse o seguinte:

“A formação ajuda-nos a ultrapassar os obstáculos que mulheres enfrentam diariamente no seu trabalho e vida social. O treinamento enfatiza a maneira como atingir igualdade entre gêneros e aceder oportunidades de acesso para mulheres. Aprendemos sobre a Lei Trabalhista e como criar efeito nos processos de negociação coletiva. Hoje, os empregadores têm respeito connosco porque conhecemos os nossos direitos. Esta luta não vai ser ganha de dia para noite, mas sim continuará até ao fim. A SINTIME decidiu administrar oficinas adicionais para mulheres que não tomaram parte no programa de treinamento de modo que possam beneficiar igualmente.”

Maria Eulália Raul Muianga da SINTIME acrescentou:

“Depois do curso de formação estávamos em condições para interpretar as disposições da Lei Laboral sobre a proteção da maternidade e a defesa dos nossos direitos como trabalhadoras. A participação dos representantes do Comité das Mulheres da SINTIME tornou-se mais perceptível após a formação.”

A IndustriALL continuará procurando apoio do afiliado Unifor, da CNM-CUT e de outros sindicatos brasileiros afiliados no sentido de alargar esta experiência extraordinária e única de mulheres empoderando jovens mulheres.